Please set up your API key!

O IMPACTO DO PIX NA COMUNICAÇÃO DE BANCOS E FINTECHS

sx-santander-pix
O SX, do Santander, foi um dos programas já apresentados por meio de campanha

A partir do mês de novembro, o sistema financeiro brasileiro ganha um serviço que vem sendo considerado divisor de águas. O PIX, plataforma de pagamentos do Banco Central, estará disponível para quase mil empresas entre bancos, fintechs, cooperativas e outros players. Seu objetivo é trazer agilidade e praticidade aos meios de pagamento permitindo transações entre pessoa e pessoa, pessoa e empresa, empresa e empresa. Inicialmente, qualquer instituição financeira com mais de 500 mil contas terá que oferecer o serviço aos clientes.

“Serão inúmeras as possibilidades de realizar pagamentos por meio do PIX, desde um imposto ou a compra de um produto. Mas um fato é certo, o novo sistema de pagamentos mudará o conceito do uso do dinheiro”, explica Joni Borges, professor do curso de Gestão Financeira do Centro Universitário Internacional Uninter. Mesmo antes que o PIX esteja disponível, no entanto, ele já começou a fazer parte da comunicação de bancos e fintechs. Em agosto, o Santander apresentou ao mercado o SX, sua proposta para o PIX.

digio-pix

No caso do Digio, a principal abordagem também será relacionada à educação “Percebemos que o PIX pode ser também uma poderosa ferramenta de bancarização da população e de fidelização dos nossos clientes. Por isso, decidimos oferecer benefícios a quem decidir utilizar a ferramenta para movimentar recursos conosco, e assim nasceu o SX”, afirma Marcelo Labuto, diretor do segmento Pessoa Física do Santander Brasil. “Por questões estratégicas, decidimos apresentar agora ao público nosso produto e, em breve, revelaremos os seus diferenciais”, diz Marcelo.

O lançamento veio acompanhado de uma campanha que se propõe a explicar as vantagens do sistema PIX e convocar o consumidor a fazer um cadastro para utilizar o SX assim que entre em operação contando com a participação especial de Ana Paula Arósio, em rara aparição na mídia. “Neste primeiro momento da campanha, nosso foco será explicar o que é o PIX e apresentar o nosso SX. A seguir, começaremos a trazer para os filmes os diferenciais que nos permitem dizer que temos um PIX especial”, explica Igor Puga, diretor de marca e marketing do Santander Brasil.

nubank-pix

O Nubank já começou a produzir conteúdo relacionado ao PIX.

Já o Nubank, optou por priorizar a educação em relação ao PIX. Nesta quinta-feira, 10, a fintech realizou uma live com executivas que esclareceram dúvidas sobre como vai funcionar o PIX. Thais Canina, especialista de novos negócios do Nubank, explica que o pagamento instantâneo nos moldes do PIX, como um todo, já tem se provado tendência mundial e reforça a necessidade de vir comunicando os clientes sobre o que é o serviço. “Desde o início de setembro, a gente já vem trabalhando com os nossos clientes pra deixar tudo pronto e esclarecido para quando o serviço estiver valendo, ele seja utilizada da melhor forma possível”.

Já o Nubank, optou por priorizar a educação em relação ao PIX. Nesta quinta-feira, 10, a fintech realizou uma live com executivas que esclareceram dúvidas sobre como vai funcionar o PIX. Thais Canina, especialista de novos negócios do Nubank, explica que o pagamento instantâneo nos moldes do PIX, como um todo, já tem se provado tendência mundial e reforça a necessidade de vir comunicando os clientes sobre o que é o serviço. “Desde o início de setembro, a gente já vem trabalhando com os nossos clientes pra deixar tudo pronto e esclarecido para quando o serviço estiver valendo, ele seja utilizada da melhor forma possível”.

Luciano Almeida, Head de Marketing, UX e CRM do Banco Original, reforça que o PIX promete revolucionar a forma como as pessoas se relacionam com o dinheiro. “São mudanças profundas e que devem levar o uso dos serviços bancários para um outro patamar”, explica. Já Renato Mansur, diretor dos canais digitais do Itaú Unibanco, considera uma nova fase de experiências que vai acelerar a agenda de inovação de todo o setor. “O PIX vai muito além de uma nova modalidade de pagamentos, pois traz uma inovação que contribuirá muito para inclusão de milhões de clientes no sistema financeiro.”

Para Loreta Caporrino, head de marketing do Digio, os desafios em comunicar sobre o PIX são os mesmos de quando uma nova tecnologia ou funcionalidade que vai impactar o cotidiano financeiro das pessoas acontece. “Quando o internet banking chegou, as empresas precisaram desdobrar esforços em comunicação para educar sobre como operar o sistema, demonstrar a segurança das operações, facilidade, comodidade, entre outros. Com o PIX, não será diferente: o Digio está pronto para conversar com o seu cliente sobre essa nova possibilidade que o Banco Central está oferecendo a todos os brasileiros por meio de uma forte comunicação educacional e transparente.”


Fonte: Meio e Mensagem



Artigos Relacionados

COMERCIAL DE BICICLETA ELÉTRICA É BANIDO DA TV FRANCESA

Um comercial de uma bicicleta elétrica holandesa foi censurado na França. A ofensa? Ter criado um “clima de ansiedade” sobre a indústria automobilística. O anúncio de 45 […]

Indústria mineira de publicidade: qual futuro?

Por José Osvaldo Lasmar Nos anos 80, a Fundação João Pinheiro foi pioneira na elaboração de pesquisas que trataram de conceituar e dimensionar as indústrias culturais no Brasil. Demandada por Celso Furtado, então Ministro da Cultura, por órgãos públicos e entidades de classe, os primeiros diagnósticos do nosso “PIB cultural” […]

10 TENDÊNCIAS CRIATIVAS INTENSIFICADAS PELA PANDEMIA

Há quase quatro semanas, o isolamento social virou realidade para uma parcela da população. Nesse período, agências, marcas e criativos foram privados de seus recursos habituais, mas isso não amorteceu sua capacidade de criar. Temos visto tendências aparecerem e, em questão de dias, se tornarem cansativas, já que todos estão lutando para entregar mensagens que se conectem com o público. Aqui está uma […]