CENP-MEIOS janeiro a setembro aponta investimento em mídia via agências.

CENP-MEIOS janeiro a setembro aponta investimento em mídia via agências.

O investimento em mídia via agências – entre janeiro e setembro deste ano – totalizou R$ 12,2 bilhões. É o que apurou o Cenp-Meios, iniciativa do Cenp, Fórum da Autorregulação do Mercado Publicitário, com painel de 291 agências, sendo 239 matrizes e 52 filiais.

Luiz Lara, presidente recém-empossado do Cenp, destacou as virtudes da iniciativa. “Um mercado forte precisa conhecer seus números para medir o real impacto positivo que a publicidade traz para nossa economia”, disse ele. “Fica claro que, mesmo em tempos de pandemia, as marcas precisaram manter seu tom de voz, se fazerem presentes e estar lado dos consumidores. E as agências foram as grandes emuladoras criativas junto aos anunciantes, veículos e os novos elos digitais, que juntos, fizeram e fazem a roda da economia girar”.

Dudu Godoy, 1º vice-presidente do Cenp, comemorou o salto no universo de agências participantes do Cenp-Meios. “Nesta mesma época, no ano passado, contávamos com painel de 217 agências”, diz ele. “Uma indústria forte, como a publicitária, precisa de dados confiáveis e que reflitam a realidade”.

Já Salles Neto, fundador do Grupo M&M e coordenador do Comitê Técnico Cenp-Meios (CTCM), lembrou que o painel só é possível graças ao compromisso das agências de publicidade participantes e das empresas AdSolutions, Microuniverso, Publi, VBS, IClips e Operand, que fornecem software que permitem o funcionamento do sistema. “O Cenp-Meios tem um grau de precisão, até os centavos, sem paralelo no mundo. Viabilizá-lo foi uma grande prova – mais uma – da maturidade da publicidade brasileira”, disse ele.

Os resultados observados no Cenp-Meios janeiro a setembro representam um crescimento no investimento publicitário via agências de 37% em relação ao mesmo período do ano passado. O share de investimento por meio foi o seguinte:

Cinema: 0%

Jornal: 1,9%

OOH/Mídia Exterior: 8,1%

Rádio: 4%

Revista: 0,4%

TV aberta: 50,5%

TV por Assinatura: 5,4%

Já o investimento em mídia por região foi o seguinte:

Centro-Oeste: 2,2%

Nordeste: 4,9%

Norte: 1,1%

Sudeste: 18,9%

Sul: 4,3%

Mercado Nacional: 68,5%

Mercado Nacional refere-se às veiculações em tempo e espaço simultâneo, em todas as praças de abrangência do veículo de comunicação, não se confundindo com a consolidação dos resultados por praça ou região.

Em https://cenp.com.br/cenp-meio/ há mais informações sobre o CENP-Meios, inclusive a relação das agências participantes e vídeo explicando o painel.

NOTA TÉCNICA DO CTCM

1 – O Cenp-Meios é um painel composto com dados do investimento em mídia das principais agências do país, com uma representatividade e robustez sem paralelo no mercado internacional (EUA e Europa). Em seu quinto ano, é monitorado pelo CTCM – Comitê Técnico Cenp-Meios* que reúne especialistas e dirigentes representantes de anunciantes, agências e meios. Em cada ano e em cada painel, a quantidade de agências participantes sofre alterações não sendo possível comparações entre os períodos.

2 – As informações fornecidas pelas agências são aquelas dos PIs efetivamente executados pelos veículos, de forma consolidada por meio, período, estado e região, sem que o Cenp tenha acesso a qualquer outra informação de cliente ou veículo.

3 – Desde 2019, os dados de investimento no meio internet são disponibilizadas em cinco segmentos: Busca, Social, Vídeo, Áudio e Display/Outros, segundo o preenchimento dos Pedidos de Inserção (PI) pelas agências. Os investimentos em publicidade nas plataformas digitais dos veículos dos meios Jornal, Revista e TV por Assinatura foram alocados nos respectivos meios.

4 – O Cenp-Meios contou com a verificação da KPMG para análise de integridade e segurança do sistema.

Fonte: Grandes Nomes da Propaganda



Artigos Relacionados

ESTUDO MEDE AUDIÊNCIA DA MÍDIA OUT-OF-HOME NA PANDEMIA.

O estudo “Sazonalidades, Lockdown e a Audiência do OOH”, desenvolvido pelo Mapa OOH em parceria com a Hands Mobile, revelou que, mesmo nos momentos de restrições provocados pela Covid-19, os roteiros de OOH das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro continuaram entregando importantes índices de alcance […]

Quando as coisas voltarem a andar: quais os setores mais e menos afetados na economia, por Gazeta do Povo

No mundo varrido pela pandemia do novo coronavírus e diante do cenário de incertezas, poucos se arriscam em fazer previsões econômicas. Alguns insights vêm de exemplos que já podem ser observados no Brasil e sobretudo na China, país que já passou pela fase do pico da epidemia e aos poucos […]

ZÉ DELIVERY BATE RECORDE DE VENDAS.

O Zé Delivery, aplicativo que entrega bebidas geladas na porta da casa dos consumidores em mais de 200 cidades, atingiu um total de vendas recorde dentro da plataforma. Apenas no primeiro semestre deste ano, o app realizou 29 milhões de entregas, superando as 27 milhões feitas em todo o ano de 2020. Esse desempenho fez com que o app […]