BRADESCO MOSTRA NOVAS RESPOSTAS DA BIA CONTRA ASSÉDIO.

IMAGEM-BRADESCO MOSTRA NOVAS RESPOSTAS DA BIA CONTRA ASSEDIO

A nova campanha do Bradesco mostra a mudança de tom das respostas da BIA, sua inteligência artificial, posicionando-se de forma contundente contra o assédio. Em 2020, a BIA recebeu em torno de 95 mil mensagens de ofensas e assédio sexual. Ainda que ela não seja uma mulher real, isso ressalta a realidade que as mulheres enfrentam.

O filme criado pela Publicis estreou na última segunda-feira (5) mostra agressões verbais reais sofridas pela BIA e quais eram as respostas dadas. Em seguida, o vídeo apresenta as novas respostas. Antes quando ela recebia algum xingamento, a resposta era “Não entendi, poderia repetir?”. A partir de agora, o posicionamento é sem subserviência ou passividade. “Essas palavras não podem ser usadas comigo e com mais ninguém” e “Para você pode ser uma brincadeira. Para mim, foi violento” são algumas das novas devolutivas.

A ação está alinhada com a iniciativa “Hey Update My Voice”, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Ela foi lançada a partir do estudo ‘I’d Blush If I Could’ (‘Eu ficaria corada, se pudesse) mostrando evidências do assédio sexual sofrido pelas assistentes virtuais. A Unesco sugeriu às empresas um conjunto de recomendações para atualizarem as respostas de suas assistentes, com o objetivo de combater situações de violência e preconceito e ajudar a educar.

A campanha do Bradesco traz mulheres de verdade no filme, representando as que sofrem assédio no dia a dia. O trabalho envolveu os times de recursos humanos, marketing e tecnologia do banco, em linha com movimentos corporativos como o #AliadosPeloRespeito e as frentes de RH com a Universidade Corporativa Bradesco (Unibrad), com ações e posicionamentos que provocam reflexões sobre gênero, etnias, pessoas com deficiência e LGBTI+. “Através dessa iniciativa, o Bradesco amplifica ainda mais as vozes da sociedade e joga luz sobre um tema que precisa ser combatido com coragem, sem hesitação, promovendo atitudes mais respeitosas frente a situações de assédio”, comenta Márcio Parizotto, diretor de Marketing do banco.

A estratégia prevê anúncios, OOH, ativações nas redes sociais com vídeos de funcionárias do banco mostrando os bastidores do projeto e uma landing page com o manifesto do posicionamento, conteúdos sobre as formas de assédio, canais de denúncia e projetos sobre o tema.


Ações no digital

Esta semana, o banco vai convidar pelo Twitter as inteligências artificiais de outras marcas para se juntarem a este movimento de combate ao assédio. Na quinta (8), no YouTube, haverá uma live com Rita Batista como host e convidadas como a atriz Glamour Garcia e a psicanalista Vera Laconelli, debatendo seus pontos de vista e dando dicas de comportamento contra o assédio. Além disso, a partir de 26 de abril, vai ao ar no Spotify uma temporada de podcasts. Com Mariana Torquato como host, influenciadoras conversam a respeito do tema e mostram como as IAs estão mudando para combater essa violência, incentivando que mulheres se unam para fazer o mesmo. De acordo com a diretor de Recursos Humanos do Bradesco, Juliano Marcílio, a campanha com a BIA faz parte de uma iniciativa muito maior do banco, que já acontece há alguns anos, no combate à violência contra a mulher. “São diversas ações, como a adesão aos Princípios de Empoderamento Feminino, ao movimento He for She da ONU Mulheres, à Coalizão Empresarial pelo Fim da Violência contra Mulheres e Meninas, à Unstereotype Alliance, a assinatura da Convenção Coletiva Aditiva sobre Violência Doméstica e Familiar com a Mulher e a parceria com o Instituto Maria da Penha. Ampliamos a cada dia nossas ações educacionais com atitudes e o compromisso genuíno para a construção de uma sociedade madura e respeitosa”, comenta.

Dentro de casa, as iniciativas ganharam o lema “Violência contra a Mulher. É da nossa conta”. São promovidos diversos eventos internos e externos, debates com profissionais qualificados no tema e participação dos departamentos de RH e Marketing. As campanhas de comunicação e conscientização também fazem parte do projeto.

Fonte: Propmark



Artigos Relacionados

Conar Divulga Circular Sobre Publicidade de Bebidas Alcoólicas

O Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária (Conar) divulgou circular que trata da publicidade de bebidas alcoólicas durante o verão e

COMO A PUBLICIDADE ALAVANCA A ECONOMIA.

Deloitte vai apresentar um estudo inédito no Brasil, que identifica forte impacto positivo da publicidade para os negócios, economia e sociedade. Trabalho é iniciativa do CENP. á realizado no Reino Unido e outros países, o estudo “O valor da publicidade no Brasil – O Impacto no Setor, na Economia e na Sociedade”, encomendado pelo CENP […]

NA MULTIPLAN, UM NOVO ALGORITMO TURBINA A CONEXÃO ENTRE O FÍSICO E O DIGITAL.

A pandemia realçou um desafio que, há tempos, se apresentava aos shopping centers. Com as portas fechadas, os centros de compra não tiveram outra alternativa senão saírem dos seus domínios para, literalmente, se conectarem aos consumidores. […]