PEPSI OFERECE REEMBOLSO NOS EUA A QUEM NÃO CURTIR A COCA-COLA SEM AÇÚCAR.

imagem-1-PEPSI-OFERECE-REEMBOLSO-NOS-EUA-A-QUEM-NÃO-CURTIR-A-COCA

A grande onda do momento no mundo dos refrigerantes são mais uma vez as versões sem açúcar, que depois de serem introduzidas como alternativa agora começam a ser vendidas como a versão principal das marcas. A Coca-Cola é a que mais anda investida no departamento: depois de passar os últimos anos aumentando a presença da Coca Zero, a companhia em maio apresentou uma nova receita para seu icônico refrigerante com a Coca-Cola Sem Açúcar, que começou a ganhar grande foco de sua publicidade a partir de junho.

Apesar dos esforços massivos de comunicação e redirecionamento da empresa, porém, é óbvio que nem todo mundo quer passar pela mudança ou curte o “novo gosto” do refrigerante. E com a Coca Sem Açúcar ganhando alguns vários detratores nas redes sociais, a Pepsi resolveu de novo capitalizar em cima da eterna adversária.

Isso porque a marca desde a última quarta-feira (18) vem oferecendo ao público nos Estados Unidos um reembolso dos gastos com a bebida da Coca para que estes experimentem a Pepsi Zero Açúcar, que a fabricante já move há um tempo no mercado. A ação é simples: basta o cliente publicar no Twitter uma foto com uma unidade da Pepsi com a hashtag “#MyCokeBreakUp” que a companhia promove um reembolso de US$ 2,50 – o valor cobrado pela Pepsi Zero de 500 mL.

Além da “compensação” pelos problemas da concorrência, a Pepsi também está distribuindo nos próximos dias uma série de cupons que garantem um pacote de 12 garrafas de seu refrigerante.

imagem-2-PEPSI-OFERECE-REEMBOLSO-NOS-EUA-A-QUEM-NÃO-CURTIR-A-COCA

Apesar das brincadeiras, a virada das duas companhias para produtos sem açúcar tem sido benéfica. De acordo com o The Drum, só no primeiro semestre a Coca viu as vendas da Sem Açúcar crescerem 13% e garantirem a sétima posição no ranking das mais comercializadas nos EUA, enquanto a Pepsi relatou um aumento de 22% nos números de sua versão. Os números são muito mais firmes que todas as outras tentativas de ambas as marcas, que vão até o começo dos anos 90 com produtos como a Pepsi Max e a Coca Diet.

Fonte: B9



Artigos Relacionados

SINAPRO-MG RECEBEU A NOVA DIRETORIA DA RÁDIO ITATIAIA.

O Sindicato das Agências de Propaganda do Estado de Minas Gerais (Sinapro-MG) promoveu na última quarta-feira, 18/08, um Café da Manhã com a nova diretoria da Rádio Itatiaia. Na oportunidade, a entidade recebeu o presidente da emissora, Diogo Gonçalves; o Diretor Comercial, Bruno Bianchini, e a Gerente Comercial, Aimée Carvalho. […]

Está começando o Colunistas 2019. Só para quem sabe vencer desafios.

O Sinapro-MG vai apoiar a realização do Prêmio Colunistas Centro-Leste 2019, realizado pela Associação Brasileira dos Colunistas de Marketing e Propaganda (ABRACOMP). Agências de propaganda, de live marketing, de marketing digital, de design. Produtoras, criadores de conteúdo, profissionais de planejamento. […]

SISTEMA DE HOME OFFICE DERRUBA MITO DE PERDA DE PRODUTIVIDADE

A percepção dos executivos sobre os primeiros três meses de home office é de que o período serviu para implodir o mito da perda de comprometimento da equipe com a […]