MINEIRÃO PREPARA SHOWS E EVENTOS DRIVE-IN ENQUANTO AGUARDA AVAL DA PREFEITURA.

MINEIRÃO PREPARA SHOWS E EVENTOS DRIVE-IN ENQUANTO AGUARDA AVAL DA PREFEITURA.

Fechado desde o início da pandemia do novo coronavírus, o Mineirão tem estudado alternativas para receber eventos que atendam às normas das autoridades de saúde e o modelo drive-in, que já vem sendo utilizado na Europa e que também já foi promovido pelo Allianz Parque, em São Paulo, aparece como a proposta mais interessante neste momento.

Em BH, eventos estilo drive-in estão proibido por decreto do prefeito Alexandre Kalil, publicado no último dia 5. Há, no entanto, um projeto de lei em tramitação na Câmara Municipal, de autoria do vereador Léo Burguês, que propõe regulamentar a prática, não prevista no regramento de posturas da cidade.

“Entendemos o trabalho preventivo de Belo Horizonte, que evitou que a cidade tivesse um número maior de mortes e de pessoas contaminada. Na hora certa, quando esse decreto cair, estaremos prontos pra adotar uma experiência incrível para os moradores de Belo Horizonte que busca um pouco de lazer depois de um período tão longo”, destacou o diretor comercial da Minas Arena, Samuel Lloyd.

Desde o início da pandemia, quando essas ideias começaram a ocorrer em outros países, o Mineirão procurou produtores de eventos parceiros para montar um projeto de drive-in. Isso se deu antes mesmo do decreto municipal que proibiu a prática. O estádio tem espaços internos, como os estacionamento, e mesmo no gramado para que os carros possam estacionar.

“Nosso projeto seria em um lugar surpresa, se acontecer, dentro das propriedades do Mineirão. As pessoas podem imaginar um conteúdo muito versátil. Além de cinema, a ideia é ter conteúdos como música, palestras e até desfiles de moda estão preparados para receber. Tudo dentro do carro, todo atendimento é feito com a máxima segurança possível, seguindo os protocolos mais rígidos de saúde, mas que dá possibilidade das pessoas aproveitarem um pouquinho, com uma segurança controlada”, ressalta Lloyd.

A Prefeitura baixou o decreto depois que um culto evangélico foi marcado para um estacionamento no Belvedere. O encontro acabou sendo cancelado. O texto proíbe a realização de festas, comemorações, exposições, exibições e quaisquer outros eventos dessa natureza, sejam públicos ou privados. A multa é de R$ 20 mil. Na vizinha Nova Lima, porém, o Cineart montou um drive-in em um estacionamento no condomínio Alphaville e vem exibindo filmes no local.

Fonte: O Tempo