“MEME DO CAIXÃO” É ATUALIZADO COM DANÇARINOS USANDO MÁSCARAS DE PROTEÇÃO

O “meme do caixão” foi uma das coisas que mais viralizou na internet em 2020, especialmente pelo surgimento da pandemia de Covid-19. O vídeo, que é originalmente de 2017, mostra alguns homens dançando enquanto carregam um caixão ao som de música eletrônica. Agora, o meme aparece atualizado com os dançarinos usando máscaras para proteção contra o coronavírus.

O novo vídeo é uma campanha da Afrisocks, empresa de Gana especializada em meias cujo design foca em elementos culturais tradicionais na África Ocidental. A empresa escolheu o grupo de dançarinos funerários para divulgar suas novas máscaras faciais com três camadas, além das meias, é claro. O recado do vídeo também é claro: “Use suas máscaras Afrisocks ou dance conosco!”.

Essa não é a primeira vez que o grupo ressalta a importância de seguir as regras de proteção contra o coronavírus. Em maio, eles divulgaram uma mensagem – sem dançar – agradecendo a atuação das equipes de saúde e pedindo à população para ficar em casa.

Vale ressaltar que apesar de ter virado um meme, o trabalho do grupo é sério. Em Gana, a contratação desse serviço funerário pode custar até R$ 800, e inclui os carregadores que transportam o caixão dançando, um flautista e um líder que conduz o trajeto. É possível, ainda, contratar mais músicos, pagando a mais por cada um.

Fonte B9



Artigos Relacionados

DO HOME OFFICE PARA O ANYWHERE OFFICE OU, MAIS PRECISAMENTE, PARA A PRAIA OFFICE.

Acordar em um dia comum, abrir a janela e ver o mar – quem nunca sonhou com isso? Em tempos de trabalho remoto, essa realidade pode estar mais próxima do que se […]

CONHEÇA UM APP DE GESTÃO DE ESPAÇO PARA AGÊNCIAS E ESCRITÓRIOS

Em seu primeiro momento, pandemia de Covid-19 acelerou a adesão do home office entre as empresas, e agora desafia […]

MELHOR PLANO: COMO DESCOBRIR QUANTO DE INTERNET VOCÊ PRECISA.

Saber quanto de dados ou velocidade de conexão você precisa é uma tarefa simples com o Melhor Plano, site de comparativo de planos de Internet móvel e residencial […]