Geração prateada: pessoas 55+ usam redes sociais com frequência

Meta começa a oferecer aos anunciantes os filtros de adequação, com monitoramento do conteúdo localizado próximo às mensagens Pesquisa da Toluna aponta que público mais maduro vem adotando hábitos de consumo de conteúdo similares aos de faixas etárias mais jovens

Crédito da Imagem: jannoon028 no Freepik

O uso de redes sociais por parte da chamada geração prateada – forma pela qual vendo tratado o público com mais de 55 anos – é similar aos dos mais jovens em termo de frequência e conexão.

Um estudo realizado pela Toluna apontou que 89% dos entrevistados com mais de 55 anos de idade costumam acessar as redes sociais de forma regular, ao menos três vezes por semana. Esse é praticamente o mesmo percentual de uso (88%) apontado pelas pessoas que tem entre 18 e 54 anos.

Esse é um dos insights do estudo que a empresa apresentará durante o Toluna Insights Meeting, que será realizado no próximo dia 23, em São Paulo, para debater as oportunidades de consumo e de conexões com o público mais maduro.

Os dados da pesquisa, antecipados ao Meio & Mensagem, indicam que a chamada “geração prateada”, têm adotado hábitos de consumo e estilo de vida mais modernos.

Do grupo de pessoas entrevistadas, 34% garantem que estão prontas para experimentar algo novo em suas vidas enquanto 29% gostam de acompanhar lançamentos.

Entre as redes sociais preferidas desse grupo, o Facebook lidera, sendo a plataforma citada por 53%. Já 39% disseram que acessam com frequência o Instagram.

Uma parcela importante desse grupo 55+ também declarou que gosta de acompanhar seus ídolos pelas redes sociais: 36% deles seguem pelo menos algum perfil de celebridade, em alguma plataforma digital, par acompanhar seu trabalho. Entre as pessoas com idade inferior a 54 anos, também foram 36% o total de entrevistados que declararam seguir alguma personalidade famosa nas redes sociais.

A população mais madura também vem apresentando novos hábitos de consumo de conteúdo: apenas 7% dos consumidores 55+ leem jornais impressos diariamente e 42% admitiram que preferem acessar notícias pela internet, ao menos uma vez ao dia. Entre esse público mais velho, 35% dizem que nunca leem jornais impressos.

A pesquisa também mapeou o interesse dessas pessoas por temas sociais e ambientais. Entre a geração prateada, 35% se dizem conscientes a respeito do impacto que causam no planeta e 20% disseram que estão dispostos a investir mais em marcas e produtos que sejam mais sustentáveis.

Fonte: Meio e Mensagem



Artigos Relacionados

COMO DOIS BRASILEIROS “HACKEARAM” A PUBLICIDADE AMERICANA E DRIBLARAM A NBA DURANTE A CRISE.

É deepfake, mas não é fake news: a plataforma de streaming Hulu usou […]

Cartilha AGU – CONDUTAS VEDADAS AOS AGENTES PÚBLICOS FEDERAIS EM ELEIÇÕES 2020

Com a proximidade das eleições municipais, a Secretaria de Comunicação do Governo Federal (SECOM) divulgou a 7ª edição da […]

DESFILES NAS SEMANAS INTERNACIONAIS DE MODA? ESTE ANO NÃO, OBRIGADO

O estilista francês Yves Saint Laurent, falecido em 2008, foi pioneiro em diversas criações, como o smoking feminino, que viraria um símbolo da emancipação feminina. Agora, a marca que leva seu nome foi inovadora em outro sentido: tornou-se a primeira grife a decretar que não desfilará mais este ano, como consequência da atual crise causada pela propagação do coronavírus. […]