Bar do Museu Clube da Esquina Lança Nova Marca

Bar do Museu Clube da Esquina Lança Nova Marca

O “Bar do Museu Clube da Esquina”, localizado no Santa Tereza em Belo Horizonte, lançou sua identidade visual baseada no resgate cultural do Clube da Esquina. O coletivo formado, no fim dos anos 60, por músicos mineiros como Milton Nascimento, Beto Guedes e Lô Borges, marcou a cena boêmia da capital até boa parte da década de 70. Os detalhes da nova marca foram inspirados na essência da casa: um ponto de encontro para as memórias do Clube.

O nome do bar representa exatamente o que se quer transmitir: um “museu” para lembrar e vivenciar a história do Clube da Esquina. A identidade visual não poderia ser diferente. “A marca é estilizada e carrega a essência do movimento, com traços artísticos e livres se equilibrando no conjunto. A proposta é apresentar um estilo marcante para o projeto, juntando referências do passado ao cenário contemporâneo”, revela um dos criadores do projeto gráfico Guilherme Cardinali.

As cores foram pensadas conforme o perfil do movimento Clube da Esquina, sendo cada uma com sua finalidade para transmitir sentimentos, como harmonia, serenidade, liberdade, juventude, esperança e otimismo. A construção das linhas do contorno se apoiou em representações icônicas e universais, e o símbolo gráfico foi enriquecido com cores e formas estilizadas, com uma proposta artística e conceitual, associando o lúdico ao elemento gráfico. “A identidade visual nasceu para representar a obra e a grandeza do movimento. Estudamos a história do Clube, até chegar a algo que retratasse a força cultural presente no movimento”, conta Cardinali.