4 PERGUNTAS QUE OS LÍDERES PRECISAM ESTAR PREPARADOS PARA RESPONDER EM 2021

IMAGEM-4-PERGUNTAS-QUE-OS-LIDERES-PRECISAM-ESTAR-PREPARADOS-PARA-RESPONDER-EM-2021

O ano de 2020 trouxe mudanças sem precedentes, tanto na esfera corporativa quanto na vida pessoal. Para compreender algumas dessas transformações, desde março, a InHerSight, plataforma que reúne os melhores locais para mulheres trabalharem, vem fazendo pesquisas e estudos sobre trabalho remoto e presencial. As entrevistadas respondem sobre injustiça racial, mães na força de trabalho e outros assuntos. 

Com os dados obtidos, a plataforma listou alguns insights de como os empregadores podem continuar atraindo e retendo os melhores talentos, a fim de manter a diversidade.

Nesse sentido, a empresa formulou quatro perguntas que os gestores responsáveis por contratações e a liderança das empresas no geral devem estar preparados para responder.


Quais medidas de segurança você implementou para proteger os funcionários durante a pandemia?

A InHerSight perguntou a quase duas mil mulheres se elas avaliariam empregadores em potencial com base em suas respostas à pandemia. Entre as respondentes, 69% disseram que sim, e avaliariam, em particular, as medidas de segurança que implementaram, como verificações de temperatura e uso de máscaras após a reabertura. Essa resposta superou amplamente outras que pareciam ser de extrema importância, como se a empresa teve folgas ou dispensas (15%) e licença médica remunerada (19%). 


Como será o processo de ingresso e integração?

A InHerSight questionou mais de 1,5 mil mulheres sobre quais aspectos elas ficariam mais preocupadas ao começar em um novo emprego atualmente, de forma remota. Treinamento e atualização, com 45%, superaram outros temores, como o vínculo com os colegas (7%) e a estabilidade da empresa (19%).

Para a consultoria, enfrentar uma curva de aprendizado estando presencialmente em um escritório novo, onde as novidades são constantemente visíveis e os colegas de equipe podem aparecer quando necessário, é uma coisa. Mas quando todos estão on-line, os check-ins precisam ser estruturados.

O recém-chegado, que ainda não conhece o papel de todos e pode hesitar em entrar em contato, não deve ter que encontrar alguém para ajudá-lo a aprender seu trabalho. Os candidatos a emprego querem saber que haverá um tempo designado para esse treinamento. O onboarding digital foi implementado por muitas companhias, justamente para lidar com essa situação.


Terei a opção de trabalhar remotamente para sempre?

IMAGEM-2-PERGUNTAS-QUE-OS-LIDERES-PRECISAM-ESTAR-PREPARADOS-PARA-RESPONDER-EM-2021
55% das mulheres disseram que não acreditavam que sua organização faria um esforço para combater o racismo no trabalho no futuro. Imagem: Christina Morillo (Pexels)

Na pesquisa da InHerSight, 50% das mais de mil mulheres entrevistadas disseram que queriam trabalhar remotamente em período integral após a pandemia e 47% disseram querer o trabalho à distância em tempo parcial. Apenas 3% não desejam o trabalho remoto. Segundo a consultoria isso não é surpreendente. 


Como, exatamente, sua empresa apoia a diversidade, equidade e inclusão?

A InHerSight ainda perguntou a mais de mil mulheres se elas estavam satisfeitas com a resposta de sua empresa à injustiça racial. Apenas 29% ficaram satisfeitas ou muito satisfeitas. As demais respondentes estavam insatisfeitas ou muito insatisfeitas. Mais de um terço (37%) trabalhava para uma empresa que nem sequer reconheceu os protestos do Black Lives Matter.

Na mesma pesquisa, 55% das mulheres disseram que não acreditavam que sua organização faria um esforço para combater o racismo no trabalho no futuro.

Fonte: Whow Inovação



Artigos Relacionados

ESTUDO MOSTRA QUE JOVENS BRASILEIRAS ESTÃO ENTRE AS QUE MAIS SOFREM ASSÉDIO ON-LINE NO MUNDO.

Uma pesquisa global sobre assédio on-line realizada pela Ong Plan Internacional […]

DATA-DRIVEN MARKETING: COMO IMPULSIONAR SEU NEGÓCIO COM O PODER DOS DADOS

Data-Driven Marketing pode não ser um conceito tão familiar para você, mas é uma das respostas para impulsionar os […]

HABIB’S MUDA DEPOIS DE EXIBIR FAIXAS DE “PASSO O PONTO”.

A rede de fast food Habib’s movimentou as redes sociais nesta semana ao exibir nas lojas faixas com a frase “Passo o ponto”, intrigando as pessoas sobre um possível fechamento. A estratégia era marketing e agora toda a ação acaba de ser revelada como uma […]