VALE A PENA ACORDAR 5 DA MANHÃ? ESTE É O SEGREDO DAS ROTINAS DE SUCESSO.

produtividade-1
Madrugar: quando vale a pena acordar mais cedo? (LumiNola/Getty Images)

Se você for ajustar seu despertador para acompanhar a rotina de presidentes de grandes empresas e bilionários, é melhor se preparar para acordar cedo.

Que horas? Tim Cook, o CEO da Apple, já está de pé antes das 4 da manhã. Jack Dorsey, cofundador do Twitter, desperta às 5. Bill Gates e Jeff Bezos preferem ter um pouco mais de sono: saem da cama por volta das 7 horas.

Embora o clube das 5 da manhã tenha se popularizado com o livro homônimo de Robin Sharma, não existe um número mágico que vai determinar o sucesso de quem pula da cama antes do sol nascer. É o que diz Lara Branco, responsável pela área de dados da The School Of Life Brasil e professora do curso Gestão de Tempo e Produtividade da Exame Academy em parceria com a ACE, durante o episódio do podcast Entre Trampos e Barrancos.

“Não tem nada que seja biologicamente comprovado com relação às 5 da manhã. Eu gosto de acordar cinco da manhã, é uma forma de criar tempo. Não consigo esticar as 24 horas do meu dia. Quando me proponho a acordar mais cedo, posso ganhar horas antes que as pessoas acordem”, diz a especialista.

Essa “magia” para criar tempo não é o bastante para ter sucesso. Para além de vencer a tentação do botão soneca, o tempo ganho precisa ser bem utilizado para realmente valer a pena.

A especialista propõe uma reflexão muito utilizada na The School of Life. Pense nas duas perguntas: Vale a pena acordar com mais calma? Vale a pena ter um tempo de silêncio em um mundo com tanto barulho? “Essas perguntas levam a ações. Tomar café com calma, colocar comida para os pássaros, fazer uma meditação, abrir um livro que quero ler e não encontrei tempo. Isso me dá motivo o suficiente para, na hora que escuto o despertador, não apertar o botão da soneca”, explica ela.

O segredo para acordar mais cedo é ter motivos claros para o que você vai direcionar seu tempo. E essas horas a mais na manhã são melhor utilizadas quando direcionadas a metas pessoais e bem-estar.

Bill Gates, por exemplo, afirma que começa o dia correndo na esteira e assistindo vídeos educacionais. O CEO do Twitter, Jack Dorsey, diz que medita por 30 minutos e depois faz exercícios físicos. Jeff Bezos evita marcar qualquer reunião antes das 10 horas. São todas formas de “mandar” no seu tempo e iniciar o dia nos seus próprios termos durante essas poucas horas de silêncio. “Não tem relação com as cinco da manhã. É sobre esse espaço da manhã, o horário com boa capacidade criativa, mais atenção e disponibilidade”, comenta Branco.

Fonte: Exame



Artigos Relacionados

OS 7 “IS” PARA MANIFESTAÇÃO DA CRIATIVIDADE.

A criatividade é a maior ferramenta para superar uma crise, na diferenciação e na geração de valor. Porém, o processo de manifestação criativo não é algo muitas vezes simples, ele demanda repertório e disciplina. É preciso procurar soluções autênticas e que […]

A INEVITÁVEL E PODEROSA RETOMADA DA PROPAGANDA.

Quem me acompanha sabe que, há anos, não tenho papas na língua para criticar o que considero desnecessários deslizes da nossa indústria no que tange ao seu próprio futuro e à necessidade de renovação dos modelos de negócio do setor. Pois aqui vou fazer exatamente o oposto. Não por outra razão que não um choque de realidade […]

A IMPORTÂNCIA DA AUTORREGULAÇÃO PARA A PUBLICIDADE.

Os valores das organizações tornaram-se um ativo efetivamente de valor, passando a considerar aspectos como compliance, ética e atuação socialmente responsável. O avanço na direção de um mundo mais justo, bom e equilibrado muito se deve à evolução […]