91% da conectividade brasileira é mobile, segundo a Comscore.

Estudo mostra que o Brasil só fica atrás da Indonésia e da Índia em conexão feita por devices móveis como smartphones e tablets.

ForbesTech_usar-o-celular_app_Marko-Geber_GettyImages-1536x1024-2
No Brasil, os dois principais grupos de idade que assistem a vídeos são pessoas entre 15 a 24 anos e entre 25 a 34 anos (Crédito: Getty Images). Marko Geber/Getty Images.

O Brasil aumentou em 6%, no ano de 2021, a quantidade de horas que as pessoas consomem conteúdo digital via smartphones e tablets. No total, os brasileiros passam 91% do tempo conectados de forma mobile. Os dados compõem um estudo global divulgado nesta semana pela Comscore. No quesito conectividade mobile, o país fica atrás apenas da Indonésia (97%) e da Índia (91%).

Em relação ao crescimento de audiência digital, o país apresentou aumento de 4%, assim como a Colômbia. Esse crescimento é inferior ao de países como Peru (10%) e Argentina (5%), mas superior ao de outros mercados importantes como Chile (3%) e México (1%). Segundo o mesmo relatório da Comscore, a região é a segunda com maior número de minutos médios por visitante mensal em navegação na internet (988), perdendo somente para os mercados europeu e asiático.

“Não há dúvidas de que a pandemia de coronavírus impulsionou a aceleração digital e estabeleceu um novo  patamar de audiência em diversas categorias de consumidores. O forte engajamento no consumo de vídeos, em especial, indica, em parte, o comportamento digital dos internautas frente a essa nova realidade na qual estamos todos inseridos”, conclui Alejandro Fosk, gerente geral  da Comscore na América Latina.

Vídeo em alta

O estudo também revela que o consumo de notícias, comércio eletrônico e serviços financeiros mantiveram crescimento constante desde 2020. Por sua vez, o formato de vídeo está muito presente no mercado em nível global, com 1,919 milhões de pessoas consumindo vídeos online. No Brasil, a média de horas mensais em vídeo por telespectador foi de 13,2. Os dois principais grupos de idade que assistem a vídeos são pessoas entre 15 a 24 anos e entre 25 a 34 anos.

Fonte: Forbes

Leia mais em: forbes.com.br



Artigos Relacionados

ANÁLISE DE DADOS: ENTENDA COMO ELA SE APLICA À SUA CARREIRA.

Vivemos um momento único. Nunca houve um volume de dados tão grande quanto nos últimos 30 anos, a partir da chamada revolução digital. O ex-CEO da Google […]

O NOVO NORMAL E O NOVO VOCÊ

Se fossemos velejadores, eu diria que estamos no meio de uma tempestade e não temos ideia quando o mar irá se acalmar. Na verdade, não temos ideia de nada. A resposta mais comum para nossas questões é […]

FOREBRAIN: CENÁRIO ATUAL NÃO IMPEDE A CRIATIVIDADE.

Com o objetivo de avaliar as campanhas publicitárias veiculadas durante a pandemia da Covid-19 no Brasil e revelar os principais aprendizados das marcas que […]